Nunca vou desistir

Eu me arrisquei
Por te amar
Hoje já não entendo
Se você me ama
Ou apenas finge
Sabe as indiretas
Eu acredito
Que estamos confusos
Você não cede
Aos meus apelos
Nem arrisca nada
As vezes fecho meus olhos
Para não ver você reclamar
Estou fugindo para não desistir
Sou livre para ser melhor
São tantas decepções
Que serei criticada por você
O tempo todo
Mas sou forte
Sobrevivo
Todos os dias para mim
São os mesmos
com exceção de olhares frios
Eu não preciso me ajoelhar
Para você me entender
Quando eu vou entender
Vou viver como se o amanhã
Não existisse
E se as lágrimas rolarem
Você não precisa fingir
Que está preocupado
Apenas me deixe viver
Eu estou morrendo
Estou aguentando firme

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A tristeza que sinto agora

Trapo

Vontades paradas no tempo